Começámos em Maio 2009, recebemos 358 comentários aos 687 posts

Obrigada a todos os que de múltiplas formas contribuem para o esqueciaana Escrevam: esqueciaana@gmail.com




os 10 posts mais lidos (esta semana) seguidos dos posts mais recentes (26 Outubro 2016):

May 27, 2011

...Bulimia e Anorexia (Algumas consequências)

(clique na imagem para ampliar)

No site da AFAAB encontram-se sumariadas as consequências:


"ANOREXIA NERVOSA: Pode trazer problemas cardíacos, problemas renais, deterioração do tecido muscular, perda de massa óssea (osteoporose) e amenorreia (falta de menstruação).

BULIMIA NERVOSA: Risco de desequilíbrio dos fluídos corporais, dentes apodrecidos, feridas na garganta, esófago e estômago, dependência de laxantes, inchaços nas faces e infecção das glândulas salivares por via das substâncias trazidas com a indução do vómito.

As Perturbações do Comportamento Alimentar são comportamentos sérios e graves que fazem vítimas mortais. Efectivamente verifica-se no horizonte dos casos confirmados, uma percentagem de 10% a 15% de mortalidade, com 2,5% de suicídio. "


(clique na imagem para ampliar)
Estas duas figuras ilustram alguns dos sintomas e efeitos da anorexia e da bulimia. Nem todos estão incluídos  e alguns dos assinalados podem não ocorrer (por exemplo a imagem distorcida). Cada caso é uma caso. As duas ilustrações apresentam silhuetas femininas. Mas deve ser lembrado os rapazes e homens podem também sofer dessas doenças. Para caracterização de cada uma das doenças anorexia (ana) e bulimia (mia) ver mais informação (em português) aqui, no esqueciaana. Outra figura dos efeitos clínicos também aqui.

Fonte da imagem: ALUBA AACAP.ORG
American Academy of Child and Adolescent Psychiatry onde poderá encontrar mais informação (em espanhol, inglês etc.) aqui.
 
ONDE PROCURAR AJUDA?
Alguns links para Portugal (aqui)

11 comments:

Raposita said...

todas estas consequencias são reversiveis? também li que a anorexia provocava a diminuição da massa cerebral... :S

http://openkube.com/saude/artigos/cerebro-de-adultos-com-anorexia-nervosa-tambem-sofre-modificacoes.html

ex ana said...

Agradeço o teu comentário Raposita. O conhecimento dos efeitos sobre o cérebro é mais difícil de avaliar do que outros efeitos. O uso de novas técnicas de análise (imagens do cérebro) ver post:
http://esqueciaana.blogspot.com/2010/02/tive-conhecimento-pelo-blogue-de-carrie.html
está a possibilitar conhecer melhor os efeitos. O artigo a que te referes e que pode ser encontrado na íntegra no link abaixo é de uma investigadora, Christina Roberto da prestigiada Universidade de Yale com bom trabalho nesta área por isso, os resultados devem ser tidos em conta, apesar de se basearem numa amostra pequena. Estudos posteriores na mesma linha poderão ou não confirmar os resultados por ela obtidos. Fica o link para o artigo integral (em inglês):
http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1002/eat.20840/pdf

Anonymous said...

bom dia eu vi na televisão uma entrevista sobre a anorexia na qual uma medica disse "um doente anoretico não vê realmente a diferença entre quando tem 60 kg e quando tem 30 kg" gostaria de saber se isso é realmente assim? são inúmeros os trabalhos que já fiz sobre o tema e realmente continuo sem entender como as coisas se passam.

ex ana said...

Resposta a Anónimo/Anónima,

Agradeço ter colocado esta questão pois ela é bastante importante e falsas interpretações ou critérios de diagnóstico podem atrsar ou prejudicar tratamentos e recuperação.
Actualmente uma das classificações das doenças mentais mais utilizadas a DSM-IV (DSM versão 4) está a ser discutida e existe uma proposta de actualização a DSM-V em discussão pública.
No esqueciaana temos referido essa discussão e este post de que escrevo abaixo o link inclui um quadro comparativo das duas versões a IV (em vigor) e a V (em discussão):
http://esqueciaana.blogspot.com/2010/02/diagnostico-da-anorexia-discussao-dsm.html
Aí poderá ver que a questão da percepção do corpo (estar magra ou gorda os tais 30 ou 60 quilos) é um dos pontos em discussão.
Ainda recentemente, também na televisão a Dra. Jennifer Santos do Hospital de Santa Maria afirmou que algumas pacientes não tinham distorção da imagem do corpo. Ou seja quando olham ao espelho vêm um corpo magro. Gostei de a ouvir porque sei que isso é verdade até por experiencia própria quando estive doente.
Por isso a minha resposta, e se quiser comentário a essa frase é de que ...depende da doente. Algumas podem ser anorecticas, verem-se magras ou magrissimas e continuarem doentes.
Irei voltar a este assunto em post. Outros critérios como a perda de menstrução também estão em discussão.

eu said...

Boa tarde,se me pudesse responder gostaria de saber se uma criança pode ter anorexia?

ex ana said...

Resposta a 'eu',
Infelizmente também as crianças podem ter doenças do comportamento alimentar. Isso está num post no esqueciaana:
http://esqueciaana.blogspot.com/2010/02/23-mitos-sobre-doencas-do-comportamento.html
Um dos 23 mitos, ideias erradas sobre a doença é:
mito #21. Crianças com menos de 15 anos são muito novas para terem uma doença do comportamento alimentar FALSO

Anonymous said...

Oi,dei uma volta enorme no seu blog,acho que ja li todos os posts,encontreio enquanto "passeava"pela net.Parabens,tem coisas que eu acho pura verdade,outras que nao sou completamente de aordo,mas respeito,no final de tudo sao opinioes.Deveria postar mais.Feliz ou infelizmente,dependendo do ponto de vista estou disposta a procurar ajuda,determinada a arrancr um sorriso da cara da minha mae,da cara de quem me ama.Nao sei se me pode ajudar,penso que nem sei que ajuda procuro,talvez saiba melhor doque eu nao faco ideia,de qualquer maneira gostaria que me contacta-se,tentei enviar um e-mail mas deu erro,o meu blog fica ai e se quiser o meu e-mail e

ex ana said...

O comentário anterior, que agradeço, é de INAH

Anonymous said...

Boa tarde,gostaria de colocar uma questao,tenho uma familiar,uma menina de 5 anos,que de ha um tempo para ca foi "cortando" a alguns alimentos,de momento recusa-se a comer pao,doces,bolachas e mais recentemente ate comida de lume,nao ha nenhum tipo de preocupacao quanto ao peso na familia ate porque somos todos gordinhos e sem complexos,a exepcao dela que e muito magra,grita que nao quer ir a praia e nem a piscina porque nao quer vestir o bquini,ja se alertou os medicos mas ouvimos sempre "e uma fase",oque me preocupa e que a fase ja dura a tempo a mais e ja fez com que ela perdesse quase 10 kg oque numa crianca e muito,alem do mais ela nao para quieta e ja chegou mesmo a desmaiar,esconde comida e diz que comeu etc,acha que e motivo para preocupaçao,ou sera mesmo so uma fase?

ex ana said...

Respondendo ao Anónimo anterior sobre a possibilidade de anorexia na infância.

A minha resposta será breve pois só os especialistas (eu não sou especialista sobre a doença, apenas fui doente e recuperei, há muitos anos)poderão dar resposta adequada. No blogue esqueci a ana, na coluna da direita encontra diversos endereços e números de telefone de serviços públicos onde poderá marcar uma consulta. Para além disso sugiro que contacte a AFAAB (Associação dos Amigos e Familiares de Doentes com Anorexia e Bulimia).
Se é possível em tão tenra idade?
O que conheço é o que leio nos jornais (normalmente informando muito pouco e explorando o sensacionalismo, basta googlar 'children anorexia').
Entre outros um post do esqueci a ana indica a existência de anorexia infantil em Portugal (post de 3 de Agosto 2011):
http://esqueciaana.blogspot.com/2011/08/anorexia-infantil-e-rara-mas-ja-afecta.html
Um artigo científico em português publicado este ano cahama a atenção para as dificuldades de diagnóstico (existem testes específicos) da anorexia na infância.
Pode ser lido integralmente aqui:
http://pepsic.bvsalud.org/pdf/psipesq/v5n1/v5n1a07.pdf

Desejo que ocorra rápido diagnóstico e melhoras ( o 'argumento das fases' já adiou o início de tratamento de muitas doenças não apenas das de TA; uma perda de 10 Kg nessa idade não parece ser para alguém leigo uma ocorrência 'normal').

Anonymous said...

Obrigada ajudou no meu trabalho de Ed.Fisica