Começámos em Maio 2009, recebemos 358 comentários aos 687 posts

Obrigada a todos os que de múltiplas formas contribuem para o esqueciaana Escrevam: esqueciaana@gmail.com




os 10 posts mais lidos (esta semana) seguidos dos posts mais recentes (26 Outubro 2016):

Feb 5, 2011

... Parabéns Vanessa Fernandes! ( actualizada em 17 Setembro 2013)



 
 
PARABÉNS VANESSA !
(actualizado em 15 set 2013)

Vanessa Fernandes irá estar em Londres a apoiar os colegas participantes nos Jogos olímpicos. Notícia em Julho 2012 aqui
PARABÉNS VANESSA !



A triatleta portuguesa voltou à competição após um interregno de 15 meses [...] A Vanessa já não era uma pessoa", confidenciou a medalha de prata em Pequim 2008, acrescentando: "Agora sei quem sou e quero ganhar pontos para ir aos Jogos Olímpicos".

Apesar do lugar modesto, numa prova ganha pela neozelandesa Andrea Hewit, para o treinador Paulo Colaço o objectivo prioritário desta participação de Vanessa Fernandes foi "uma reintegração progressiva na alta roda da elite mundial" e que foi "conseguido".
Quem brilhou em Yokohama foi João Silva ao vencer a etapa mundial, na qual João Pereira ficou em 17º lugar. "Foi um dia muito especial com este triunfo e com o regresso da Vanessa", disse João Silva (1h49,21) que se impôs aos russos Alexander Bryukhankov (1:49.35) e Dmitry Polyansky (1:50.04), segundo e terceiro classificados da prova.
Fonte: correio da manhã

Depois de ter feito uma pausa na carreira de cerca de um ano, por razões pessoais (*), Vanessa Fernandes regressou aos treinos e competições. + informação aqui e aqui.
No dia 18 de Setembro participará no Yokohama round - ITU World Championship
(*)Vanessa Fernandes (25 anos) teve 20 vitórias em taças do mundo, com 18 anos foi oitava em Atenas 2004. Foi Campeã Europeia em 2004, 2005, 2006, 2007, 2008. Campeã Mundial em 2007. Medalha de Prata em Pequim 2008. Venceu Taça da Europa em 2010. Segundo o DN de hoje uma anorexia nervosa leva a Vanessa Fernandes interromper a carreira. (DN 6.02.2011 p.34). Actualização em 23 fevereiro 2011 o Comité Olimpico decidiu apoiar a recuperação da atleta (ver notícia aqui no JN). Actualização em 29 de Março de 2011: Vanessa Fernandes na carta que abaixo se transcreve incoca "razões de saúde" não especificando quais. Várias razões têm sido divulgadas noutros meios de comunicação. O importante mesmo é desejar-lhe as rápidas melhoras seja qual for a razão que tenha tido.

No esqueciaana escrevemos então: "Aos leitores deste blogue:façam chegar de todas as formas o apoio à Vanessa Fernandes uma atleta tão querida dos portugueses neste momento díficil da sua vida.Obrigada pela tua coragem Vanessa! Vais vencer !"
 Em 16/20 de Maio  foram divulgadas notícias sobre Vanessa Fernandes jornais online e revistas. As notícias do internamento para tratamento 'agressivo' (o que é isso?) não têm sido divulgadas nos chamados jornais de referência. O sentido de algumas dessas notícias é de que a Vanessa deve recuperar rapidamente para ganhar medalhas. As doenças do comportamento alimentar não se tratam à força nem do dia para a noite. Quanto às medalhas, a Vanessa já ganbhou muito, é maior de idade e a ela caberá escolher o que fazer quando recuperar!
Transcrevemos abaixo a carta de Vanessa Fernandes divulgada no início de Fevereiro 2011 onde decide interromper temporariamente a prática desportiva:
“Há momentos na vida em que temos de assumir opções que são difíceis, mas sendo difíceis não podemos fugir delas. Esta é, sempre foi, a minha forma de estar na vida, e apesar da angústia que sinto ao assumir esta decisão, creio que é a melhor forma de preservar tudo aquilo que fiz e dediquei ao Triatlo nacional e a Portugal.

Por razões de saúde que me tem impedido nos últimos meses de me dedicar à prática da modalidade que abracei e que tantas alegrias me proporcionou, queria comunicar-vos a minha intenção de interromper temporariamente a prática desportiva. Não se trata de um abandono, mas apenas de uma interrupção temporária que me permita regressar em pleno dentro de pouco tempo.
Espero que compreendam as minhas razões e entendam a dificuldade do momento que actualmente vivo. Sei que vou conseguir voltar e que esta fase representa apenas um curto intervalo na minha carreira desportiva. Espero contar com o vosso apoio,
Vanessa Fernandes ”
(carta de Vanessa fernandes publicada originalmente aqui no site do clube em Fevereiro de 2011) Hoje, 7 de Maio, a NovaGente noticia em capa, (aqui) que a Vanessa Fernandes se encontra internada. Devemos fazer chegar todo o nosso apoio à Vanessa que está a lutar com um tipo de doença que é terrível, e que é uma doença mental, não uma opção como infelizmente o geral das notícias parecem sugerir. Hoje, 6 de Fevereiro de 2011 o Diário de Notícias chama à capa a notícia de Vanessa Fernandes e incluí nas páginas 34 e 36 um Especial sobre "Da glória à depressão num penoso caminho dos jovens campeões" ( de Cipriano Lucas e Sílvia Freches) e uma breve entrevista a Sidónio Serpa Presidente da Sociedade Portuguesa de Psicologia Desportiva
Pode ler a notícia  aqui em http://www.dn.pt/desporto/interior.aspx?content_id=1776880
A entrevista de Vanessa Fernandes ao DN em Dezembro 2010 (aqui):
http://www.dn.pt/desporto/outrasmodalidades/interior.aspx?content_id=1737119&page=-1#_page0
Na Publica/Público em 26 de Junho 2011 aqui.
Vanessa Fernandes na Wikipédia (aqui)

8 comments:

be(e)Free said...

querida esqueciaana, sempre tive uma coisa para perguntar, maas nunca o fiz, porque acho que é uma invasão. Contudo, como nao tenho outra maneira de saber: esquece-se mesmo?

ex ana said...

querida be(e)free, sim e não. sim, porque se deixa de praticar, porque fiquei curada há muuuuitos anos. não, porque a a vivência da doença é tão forte que me é impossível esquecer.
foi porque não a esqueci que criei este blogue (porque vi uma morte que não contribuí para evitar, porque próximos do coração estavam em sofrimento), é porque não a esqueci que sofro quando me apercebo do inferno que vivem (inferno em que já estive e saí). Sim , é possível sair do inferno (que deixa marcas físicas e psíquicas). Não é fácil, mas é possível. um dia, quando a esqueceres acho que irás perceber o que (como)me sinto agora (a ler a entrevista da Vanessa Fernandes por exemplo). Nunca deixamos de ser quem somos mas (e um mas muito importante)passamos a lidar com as nossas falhas (algumas absolutamente, surpreendentemente imaginárias, criadas exclusivamente por nós) de outra maneira. Há uma expressão brasilera que acho muito apropriada "dar a volta por cima" (entendes?)
esqueciaana@gmail.com

Isabel said...

Ex Ana as coisas são tão complexas que nem sei como começar a minha luta, sei que é essencial que procure alguém para me ajudar porém acho que nunca conseguirei confiar em ninguém ao ponto de contar o que verdadeiramente sinto. Nem sequer sei onde procurar...
Alías começando pelo facto de eu de Anna não ter nada além dos pensamentos estou com um peso acima da média da Anorexia.

Mas obrigado por apareceres sempre

ex ana said...

Isabel,
O teu comentário, que agradeço, põe questões e também abre caminho às respostas. Estás consciente que tens que procurar ajuda (é um dado importantíssimo). Será que alguém é capaz de 'contar o que realmente sente'? (eu tenho dúvidas, pois até nós próprias temos dificuldade em conhecer o que realmente sentimos dada a complexidade e contradições do que sentimos...). Mas para isso é que os especialistas estudam...para saber ler os sinais, até saber ler os silêncios. Logo, se pensares um pouco verás que não conseguires transmitir o que sentes não deve ser impeditivo de procurares ajuda. Concordas?
Sobre ana, mia e am, como sabes, só conheço por experiência própria a primeira. E te garanto que que a balança e o prato são acessórios, consequência, o que lhe quisermos chamar. Certo que as recuperações da anorexia por exemplo passam necessariamente pelo aumento de peso mas o essencial é a mente. O meu problema creio que nasceu de uma depressão encoberta, noutras pessoas as origens são outras. Precisas de te libertar (com ajuda especializada) dos 'pensamentos sombrios'.
esqueciaana@gmail.com
ps-desculpa, mas desejo sinceramente que hoje não tivesse sido o tal 'primeiro dia', adia Isabel adia. Por ti, por quem gosta de ti.

Anonymous said...

posso ex ana? eu tb como ex anorectica/bulimica, acho que neste momento pelo menos posso dizer: g. a deus nao se esqueçe, pq se esquecesse o meu sofrimento todo teria sido em vão... estou recuperada, para quem nao sabe, ha mais de 4 anos e meio, depois de 22 anos de dca e caso perdido para a classe medica, excepto para a drª dulce bouça e sinto-me hoje feliz, mt feliz, com imensos problemas da vida que me surgiram depois, mas que voi superando graças ao facto de ela ,e ter deixado livre para os resolver, de me ter libertado as forças que ela sugava para os poder enfrentar. Mas, a minha postura perante a vida mudou: um dia de cada vez e se todos os dias agradeço mais um dia sem ela, todos os dias peço mais um dia sem ela. Mas esse estado de alerta nao me impede de ser feliz de modo algum! é isso que todas devem perceber: termos um passado triste e nao nos esqueçermos dele, nao significa nao nos libertarmos dele!
Um bj a todas! A vida do lado de cá é surpreendente acreditem! Não a percam por nada, mt menos por essa doença!
obs: nao sabia que a doença da vanessa era a "nossa" (sim considero-me sempre do vosso grupo, porque nunca vos quero deixar)..horrivel sim, e fico sim aflita de cada vez que vejo alguem a cair nas teias "dela", mas com ajuda certa vai sair, tenho a certeza!

Anonymous said...

A minha opiniao normalmente é rejeitada, dai o comentario ser anonimo mas, ha um montao de gente a querer matar-se, todas as meninas com aqueles blogs a favor e assim sabem que Mata, mata mesmo nao tem como mudar,e cinceramente 70% dessas raparigas nao querem so perder peso querem ter anorexia logo sabem que podem morrer, porque continuam a meter-se nisso? Penso que era mais facil morrer com um tiro ou assim, era menos sofrimento para todos, quer para elas que nao sofriam quer para os pais que nao ficava em sofrimento a olhar e sentir-se inuteis.Sou ex ana e continuo a perguntar-me porque ha jente que gosta de sofrer, foi um inferno e nao quero nunca mais voltar a ser assim, porque ha quem queira?

ex ana said...

Ao anterior comentário de Anónima,
Pergunta-se
"Sou ex ana e continuo a perguntar-me porque há gente que gosta de sofrer, foi um inferno e nao quero nunca mais voltar a ser assim, porque há quem queira?"
Sendo ex-anoráctiva sabe a resposta para a sua pergunta. É uma doença, é uma doença mental que pode provocar a morte (que muitas vezes está associada a tend~encias suicidárias). Portantro ninguém escolhe as doenças, não é uma opção, nem uma birra, nem um estilo de vida , é uma doença.
Tal como muitas outras doenças não se deve perguntar porque queres ser doente mas sim ajudar a deixar a doença, a procurar o restabelecidmento, a cura a recuperação.

Anonymous said...

a verdade é que no fundo sabemos que agimos mal logo quem esta de fora e "decide" entrar e sabe noque se esta a meter MAS mesmo assim ha gente que se mete nisso ex: numa palestra da escola sobre disturbios alimentares uma rapariga disse "meu sonho é ser ana" por amor de tudo oque é santo isto nao veio de alguem bem de saude eu nunca quis ser ana,aconteceu,o essa rapariga foi ignorada de momento esta internada com anorexia , pediu-me desculpa por nao me ter dado ouvidos, agora eu digo se ela nao tivesse sido ignorada por algum adulto naquela sala poderia estar bem, agora quem faz blogs a favor sente tambem o mesmo que essa minha amiga logo quanto mais cedo notarem mais cedo sao curadas e maiores as chances de isso acontecer pk blogs com nomes como "doido bulimico" ou "ana para sempre" nao sao criados por pessoas bem de saude, e se formos a ver no começo fasem isso de perfeita consciencia e com o objectivo de ficarem doentes tendo centenas de blogs e testemunhos que provam que é horrivel.