Começámos em Maio 2009, recebemos 358 comentários aos 687 posts

Obrigada a todos os que de múltiplas formas contribuem para o esqueciaana Escrevam: esqueciaana@gmail.com




os 10 posts mais lidos (esta semana) seguidos dos posts mais recentes (26 Outubro 2016):

Apr 22, 2011

...a recuperação (testemunho)

Um dos leitores do blogue ED bites enviou a lista abaixo que a autora publicou (original em inglês aqui)

20 RAZÕES PORQUE A RECUPERAÇÃO É FANTÁSTICA
1. A cada novo dia, pareço-me cada vez menos com uma esquelética doente.
2. O meu rabiosque está de volta! E é sexy!
3. Há mais de cabelo na minha cabeça do que na minha escova de cabelo / ralo do chuveiro.
4. Sinto-me parte do mundo e não fluctuando acima dele como uma sombra. Sinto os meus pés no chão e o vento no meu cabelo, e meus sentidos estão despertos.
5. A minha pele e as minhas mãos não estão secas e não preciso por cremes.
6. Quando acordo, os meus primeiros pensamentos não são sobre comida!
7. Como feminista, já não me sinto culpada sobre pressão cultural sobre as compras que me diz que meu valor depende do meu tamanho.
8. Recomecei a comer tudo o que me dá na gana (bem, dentro de certos limites...)!
9. Fazer um pedido da ementa é emocionante e não me cria ansiedade.
10. A temperatura do meu corpo está mais alta pois o metabolismo voltou a funcionar. Não tenho mais arrepios e camadas de agasalhos!
11. Consigo compartilhar momentos significativos com pessoas de quem gosto, seja ao jantar, nas compras, ou outra coisa qualquer, sem questões de comida a atrapalhar.
12. Energia! Sem litros de cafeína!
13. Pela minha experiência, parece que o peso corporal e senso de humor estão correlacionados positivamente. Alguém deve realmente realizar um estudo sobre isso ... Pensa nisso.
14. Melhorei a função hormonal => A puberdade (Round Two) => Giddy como uma estudante que tem a mente ‘atrevida’ de um jovem. E sim, isso é uma coisa boa.
15. O meu cérebro pode CONCENTRAR-SE e ANALISAR e CRIAR novamente. Sentirmo-nos inteligentes e produtivas é um grande impulso na auto-estima!
16. Dizendo SIM para a comida é também dizer SIM a tudo o que é delicioso na vida.
17. Ser uma "santa alimentar” (ou seja, ter uma dieta composta apenas de alimentos “saudáveis” e de baixas calorias) é uma m…. chata e deprimente. Ninguém quer sair com uma santa.
18. Agora gosto de sair e festejar e sinto-me alegre. "Outra bebida? Ah, porque não ... nem sou eu que pago "(comentário do esqueciaana: em relação a este ponto tenho algumas reservas, mas…estou a publicar na integra o texto)
19. Cabo dentro dos tamanhos de roupas vendidas na maioria das grandes lojas, e sinto-me solta em vez de espartilhada. (comentário do esqueciaana: penso que a autora se estará a referir ao contexto norte americano)
20. Aprendi que a vida não é a preto e branco, bom ou mau, maravilhoso ou terrível, e que existirem zonas cinzentas é normal, saudável, e até mesmo - ouso dizê-lo?- emocionante!


2 comments:

ex ana said...

A autora do texto escreveu-me:

That's wonderful! I'm so glad you liked it, and it's nice to know that maybe some other people can get some motivation and encouragement from it (even those who speak other languages)! You rock. =)

A 19 year old dreamer from Portugal that can never sleep said...

Que lindo. Deixo aqui algumas minhas:
- posso aproveitar melhor o meu tempo, ler um livro, ir ao cinema, ver séries em casa, etc, já que não tenho a obrigação de me exercitar por horas e horas diariamente
- posso dormir até tarde já que não tenho alguem a acordar-me às quatro da manhã com pensamentos horriveis só por eu estar descansada a dormir
- posso sentir-me pela primeira vez uma mulher
- posso ter filhos!
- posso sair à rua com um casaco de malha nos dias mais frescos porque a minha temperatura corporal permite-me manter quente
- posso comprar pão acabado de cozer numa padaria para o lanche
- posso sentir-me orgulhosa de mim pelos motivos certos: ter lutado e vencido a anorexia!
- posso ir dormir a casa das minhas amigas sem me preocupar com o que vou comer fora de casa
- posso apreciar toda a independencia que ganhei desde que fiquei boa: a confiança dos meus pais em mim, a felicidade nos olhos da família nos jantares de Natal quando eu como mais que a salada
- posso finalmente comer uma fatia do meu bolo de anos no meu aniversário!
- entre muitos outros :)