Começámos em Maio 2009, recebemos 358 comentários aos 687 posts

Obrigada a todos os que de múltiplas formas contribuem para o esqueciaana Escrevam: esqueciaana@gmail.com




os 10 posts mais lidos (esta semana) seguidos dos posts mais recentes (26 Outubro 2016):

Dec 11, 2009

>> anorexia masculina, oculta e desconhecida

A anorexia masculina é muito pouco conhecida e as estatísticas existentes são (ainda mais) raras que as referentes às mulheres. Imagine um rapaz que receia estar com um distúrbio alimentar e telefona para um serviço de apoio a marcar uma consulta. Pode acontecer perguntarem-lhe 'quem é a familiar com o problema? . Imagine que procura informação na net e encontra sites informativos vários em que sem ser referindo o sexo masculino ou feminino apenas se fala de 'as doentes', 'elas', 'as jovens'. Imagine que procura informação sobre os sintomas associados à anorexia nervosa e encontra uma listagem que, sem destinguir sexo feminino ou masculino, indica que um sintoma é a perda de menstruação (sim é possível encontrar isso!). Imagine que sendo um homem com orientação heterosexual encontra a doença caracterizada como sendo associada a comportamentos homosexuais. Imagine que consulta o 'Catálogo' das doenças mentais, o DSM (5 páginas em relação à ANOREXIA NERVOSA em português , aqui, obtidas neste site) também aí não ficaria completamente esclarecido, mais, poderia até encontrar razão para 'ter vergonha' da doença.
A ANOREXIA NERVOSA MASCULINA é muito desconhecida: Porque é que as doenças do comportamento alimentar são muito menos frequentes no sexo masculino que no sexo feminino? Existem múltiplas hipóteses mas as respostas ainda estão em aberto.
A ANOREXIA NERVOSA MASCULINA encontra-se oculta: Para além disso, existe possivelmente uma subestimação do número de indivíduos afectados, porque, no caso dos homens, os sintomas são mais facilmente ocultados ou aceites socialmente.
Texto original em inglês, seguinte encontrado (aqui) e parcialmente reproduzido abaixo:"Apesar dos valores habitualmente aceites [ para os Estados Unidos] sejam os da National Eating Disorders Association (NEDA) que indicam que 10% dos 10 milhões de doentes norte americanos com transtornos alimentares são do sexo masculino, em 2007 um estudo dea Universidade de Harvard , envolvendo 3.000 participantes do sexo masculino e feminino mostrou que quase 25% dos casos de anorexia e bulimia ocorrem em homens e que 40 % dos comedores compulsivos [no original: binge eaters] são do sexo masculino.
Enquanto a maioria das pessoas sabe da prevalência da anorexia nervosa, bulimia e compulsão alimentar nas jovens e mulheres, poucas reconhecem que os jovens e homens sofrem com igualmente desses transtornos alimentares. Uma razão para a falta de atenção em relação aos transtornos alimentares nos homens, de acordo com um médico norte-americano [Kennington], é que essas doenças são mais facilmente camufladas neles que nelas. Enquanto as mulheres fazem por vezes dietas extremas que abrem caminho a um distúrbio alimentar, o que pode levantar suspeitas por parte da família e dos amigos, os homens geralmente concentram-se em fazer exercício físico excessivo, o que pode parecer aos outros uma prática enganosamente saudável. "Um homem que pratica exercício intenso [na 'malhação' no Brasil] duas ou três horas por dia pode ser considerado como sendo apenas alguém 'disciplinado' ou ‘em fitness’ [a 'abater os pneus' em Portugal], e pode não chamar a atenção da mesma forma que uma mulher que se recusa a comer ou com um aspecto esquelético". "Na verdade, um homem magro e musculoso suscita geralmente comentários positivos e elogios pelo seu corpo, o que faz com que o seu comportamento auto-destrutivos aparenta ao doente ‘valer a pena’.
Outro aspecto que dificulta a identificação e diagnóstico de transtornos alimentares no sexo masculino é o facto dos critérios de diagnóstico para os transtornos alimentares serem basicamente concebidos para as mulheres. Por exemplo, a amenorréia (perda de menstruação, 'período' ou 'regras'), é um dos critérios de diagnóstico para a anorexia nervosa que claramente exclui os homens. Um estudo recente do Rhode Island Hospital e da Brown University, sugere que os critérios do Manual de Diagnóstico e Estatística das Perturbações Mentais, o DSM-IV [Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders, publicado pela American Psychiatric Association] na parte referente aos transtornos alimentares tem uma utilidade clínica limitada, existindo recomendações dos investigadores para alargar os critérios para a bulimia, anorexia e transtorno de compulsão alimentar, o manual de diagnóstico [DSM-IV] [*]não é adequado aos milhares de homens com transtornos nos comportamentos e hábitos alimentares. "Porque o material de diagnóstico nem sequer trata as especificidades do doente do sexo masculino com transtornos alimentares, tais como alterações nos níveis de testoesterona ou perda do desejo sexual, o DSM-IV, de uma certa forma pode ser um veículo de vergonha", afirma Kennington. "Alguns homens vêem aspectos que não lhes são aplicáveis e simplesmente fecham o livro."
Desse manual DSM-IV, as páginas referentes à ANOREXIA NERVOSA ( aqui, em português, na lista de documentos deste blogue)
[*]Pelo blogue da Vanessa Mardsen fiquei a saber que a nova edição do manual, a DSM-V (esse manual vai sendo actualizado) teve a edição adiada até Maio de 2013.
2 comentários, interrogações e afins:

Vanessa Marsden disse...
Ola ex-ana!
Muito legal este post sobre a anorexia masculina. Ainda 'e um assunto muito pouco debatido. Lembrei-me de um cantor americano, lider da banda Silverchair que lutou muitos anos contra a anorexia. Nao sei se sabias da historia. A banda foi muito conhecida uns 7 anos atras.
Abracos!
12 de Dezembro de 2009 10:35
ex ana disse...
Obrigada Vanessa pelo comentário e pela informação sobre o lider dos Silverchair.(*) A anorexia masculina para mim é muito importante por duas razões. Uma negativa porque os doentes que para além da anorexia nervosa podem acrescentar o estigma de ser uma 'doença de mulheres'e existirem tratamentos 'formatados' para mulheres.Outra positiva, porque - e posso estar errada mas já tenho visto referências nesse sentido- em termos de investigação podem fornecer chaves para um melhor conhecimento (e tendencialmente tratamento!) da doença. Há estudos de gémeos que mais tarde irei referir.
Mais uma vez obrigada pelo comentário e dica.
(*) Vou voltar caso, encontrei a notícia numa revista Rolling Stones de 1999 http://www.rollingstone.com/artists/silverchair/articles/story/5921593/silverchair_frontman_reveals_battle_with_anorexia

2 comments:

Vanessa Marsden said...

Ola ex-ana!
Muito legal este post sobre a anorexia masculina. Ainda 'e um assunto muito pouco debatido. Lembrei-me de um cantor americano, lider da banda Silverchair que lutou muitos anos contra a anorexia. Nao sei se sabias da historia. A banda foi muito conhecida uns 7 anos atras.
Abracos!

ex ana said...

Obrigada Vanessa pelo comentário e pela informação sobre o lider dos Silverchair.(*) A anorexia masculina para mim é muito importante por duas razões. Uma negativa porque os doentes que para além da anorexia nervosa podem acrescentar o estigma de ser uma 'doença de mulheres'e existirem tratamentos 'formatados' para mulheres.Outra positiva, porque - e posso estar errada mas já tenho visto referências nesse sentido- em termos de investigação podem fornecer chaves para um melhor conhecimento (e tendencialmente tratamento!) da doença. Há estudos de gémeos que mais tarde irei referir.
Mais uma vez obrigada pelo comentário e dica.

(*) Vou voltar caso, encontrei a notícia numa revista Rolling Stones de 1999 http://www.rollingstone.com/artists/silverchair/articles/story/5921593/silverchair_frontman_reveals_battle_with_anorexia