Começámos em Maio 2009, recebemos 358 comentários aos 687 posts

Obrigada a todos os que de múltiplas formas contribuem para o esqueciaana Escrevam: esqueciaana@gmail.com




os 10 posts mais lidos (esta semana) seguidos dos posts mais recentes (26 Outubro 2016):

Apr 11, 2012

..."Vivemos Livres numa Prisão" (Daniel Sampaio) + comentário recebido


Vivemos Livros Numa Prisão é uma obra que nos fala de duas problemáticas particularmente pertinentes. A segunda parte debruça-se sobre a Anorexia Nervosa, nomeadamente o diagnóstico, as causas, a avaliação e o tratamento, o internamento e a prevenção desta doença. A primeira parte aborda um tema já tratado em obras anteriores, mas com necessidade permanente de novas abordagens, aprofundando o problema da adolescência no espaço escolar e as estratégias para se lidar com situações problemáticas. Uma obra útil e oportuna para adolescentes, pais, professores e especialistas da saúde.

Recebi este comentário de Passarinho:

"Li este livro há uns anos atrás, naquele que foi o meu primeiro internamento. Curiosa como sou, tenho uma necessidade de absorver informação sobre tudo e mais alguma coisa que me influencie ou me chame a atenção. E saber mais sobre distúrbios alimentares não foi excepção.
Cheguei a ler partes do livro aos meus pais para que eles percebessem aquilo que eu sentia e pensava, de modo a me distanciar um pouco de toda a emotividade associada. Já sabemos como funciona falar de sentimentos quando a anorexia anda a mexer com o nosso cérebro. Exprimir emoções = causar um dilúvio digno de um filme."

2 comments:

Passarinho said...

Li este livro há uns anos atrás, naquele que foi o meu primeiuro internamento. Curiosa como sou, tenho uma necessidade de absorver informação sobre tudo e mais alguma coisa que me influencie ou me chame a atenção. E saber mais sobre distúrbios alimentares não foi excepção.
Cheguei a ler partes do livro aos meus pais para que eles percebessem aquilo que eu sentia e pensava, de modo a me distanciar um pouco de toda a emotividade associada. Já sabemos como funciona falar de sentimentos quando a anorexia anda a mexer com o nosso cérebro. Exprimir emoções = causar um dilúvio digno de um filme.

ex ana said...

Obrigada Passarinho pelo teu comentário que vou passar também para o post.
Também acho o livro bem feito no que se refere à anorexia. Não tem 'receitas' (e tantas vezes doentes, amigos, familiares o que querem urgentemente receitas) mas ajuda a perceber o que sente quem está dentro da 'prisão'...sem grades.